Autores
Luísa Costa Gomes
Nasceu em 1954. Publicou romances, colecções de contos, peças e crónicas. Escreve guiões. Traduziu filmes. Entre 2000 e 2010, editou a revista de contos «Ficções». Vários dos seus livros receberam prémios: «Pequeno Mundo» – Prémio D. Dinis; «Olhos Verdes» – Prémio Máxima de Literatura; «Contos Outra Vez» – Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco; «Ilusão (Ou o Que Quiserem)» – Prémio PEN Clube de Novelística / Prémio Fernando Namora; «Cláudio e Constantino» – Grande Prémio de Literatura DST.
Luísa Costa Gomes participa na GRANTA 2 com «Híma» e na GRANTA 7 com «Spike Milligan e a ilha deserta».

De «Híma»:
«Esta história foi recolhida à porta do Museu da Salga do Peixe na pequena cidade de Grindavík, na costa sul da Islândia, junto de um dos três fumadores que aí paravam na altura. O homem revelou-se, como é de esperar em histórias deste género, um actor reformado, pintor diletante, escritor amador, que conhecia Barcelona, onde fizera de esquimó durante uns anos.»

De «Spike Milligan e a ilha deserta»:
«Dir-se-ia que era a deixa para ele entrar na sala, agasalhadíssimo, com dois lápis enfiados nas narinas e um mata-moscas na mão direita.»
© 2013-2017 GRANTA
powered by Miguel Figueiredo