Autores
Martha Gellhorn
Nasceu em St. Louis, Missouri, em 1908. É considerada uma das mais importantes correspondentes de guerra do século XX: cobriu a guerra civil espanhola, a ascensão de Hitler ao poder e foi um dos primeiros jornalistas a entrar no campo de concentração de Dachau, após a libertação. Esteve também na Guerra do Vietname e na cobertura da Guerra dos Seis Dias, bem como em diversos conflitos na América Latina. Foi casada com Ernest Hemingway. Morreu em Londres, em 1998.
Martha Gellhorn participa na GRANTA 2 com «Do branco ao preto».

«Esta é uma história exemplar, que demonstra como viajar nos torna mais pobres de espírito.
Em Fevereiro de 1952, deixei o meu lar feliz no México e fui passar cinco ou seis semanas no Haiti. Não sabia nada sobre o Haiti, à excepção do esplêndido nome Toussaint l’Ouverture, mas não era propriamente o Haiti que me interessava. O que me interessava era paisagem, clima e mar onde nadar: um pano de fundo para me sentar em sossego e solidão, e começar um romance. Residência em viagem. Quando não se consegue escrever em casa, vai-se para outro sítio qualquer. Eu tinha visto o Haiti de passagem, anos antes, e lembrava-me de grandes montanhas verdes, do mar cobalto e de Port-au-Prince, uma cidade branca encavalitada numa encosta, enfeitada com videiras e buganvílias em flor. Qualquer ilha das Caraíbas teria servido; o Haiti foi uma escolha ao acaso.»
© 2013-2017 GRANTA
powered by Miguel Figueiredo