Autores
Valério Romão
Nasceu em França, em 1974. Licenciou-se em Filosofia. É autor de romances, contos e peças de teatro. Publicou os livros «Autismo», «O da Joana», «Da Família», «Facas», «A Mala» e «Dez Razões para a Aspirar a Ser Gato». Colabora regularmente com diversos artistas em projectos multidisciplinares.
Valério Romão participa na GRANTA 1 com «À medida que fomos recuperando a mãe», na GRANTA 3 «Quando se pôs o meu irmão fora de casa» e na GRANTA 8 com «Enciclopédia médica da família».

«Quando o pai chegou à mesa pela mão dos manos, que o puxavam como se fosse Natal e ele estivesse obrigado a distribuir as prendas, começou por desfazer o arqueamento a que a fome e a tristeza lhe sujeitavam as costas e, pegando na moldura da mãe, muito reverente, levou­‑a ao peito e chorou, chorou, chorou, e aos poucos nós fomo­‑lo abraçando, também a chorar, e no fim éramos cinco corpos entretidos na resposta monofásica ao estímulo da morte em retrospectiva.» (De »À medida que fomos recuperando a mãe»)

«Durante algum tempo vivemos felizes. A minha mãe, que pastoreava sempre o triplo dos nossos sonhos, já se entretinha a desocupar mentalmente o Chinelo do quarto onde este dormia, um cão minúsculo e escuro, enrolado sobre si próprio exactamente a meio do quarto, como a tampa do ralo de uma banheira, e dava a sensação, quando eu passava por lá, de que quando o cão se levantasse toda a casa seria sorvida por aquela fenda imaginária de que o Chinelo nos defendia, e que reapareceríamos, dias ou semanas mais tarde, do outro lado do mundo, assim que alguém» (De «Quando se pôs o meu irmão fora de casa»)
© 2013-2017 GRANTA
powered by Miguel Figueiredo