Inicio\GRANTA PortugalTinta da China Brasil\
ENTRAR
ITENS: 0
TOTAL: €0
[CESTO VAZIO]
subscrever NEWSLETTER
  • livros /
  • FURRIEL NÃO É NOME DE PAI

FURRIEL NÃO É NOME DE PAI

Os filhos que os militares portugueses deixaram na Guerra Colonial

Catarina Gomes
  • €15.21
  • €16.90
AS CRIANÇAS QUE FICARAM EM ÁFRICA: UMA HISTÓRIA DA GUERRA COLONIAL

Chamavam «resto de tuga» a Fernando e ele não percebia porquê, até ao dia em que descobriu que era filho de um português que combatera na Guiné. Procurou o pai pelo nome que achava que ele tinha, o único nome que a sua mãe decorou: furriel. Uma patente militar é pouco, mas Fernando não desiste.
A história de Fernando repete-se com outros nomes: o de Óscar, sovado todos os dias pelo padrasto, por ter nascido com a pele mais clara; o dos gémeos Celestina e Celestino, que guardam, aos 40 anos, a fotografia desbotada de um jovem militar que não quer conhecê-los. Não se sabe o número de casos, porque estas contas nunca se fizeram.

Catarina Gomes partiu para África levando na mala um dos maiores tabus entre os militares portugueses: os filhos da guerra, crianças que ficaram para trás (em Angola, Moçambique e na Guiné-Bissau) quando terminou o conflito e que há anos buscam uma identidade perdida, sem que o próprio Estado português reconheça a dimensão desta realidade. Esta é a primeira vez que se conta a sua história.
  • MAIO DE 2018   |   
  • 224 PÁGINAS   |   
  • 21x14 CM   |   
  • ISBN: 978-989-671-436-9
  • Estes livros também podem interessar-lhe: