Inicio\GRANTA PortugalTinta da China Brasil\
ENTRAR
ITENS: 0
TOTAL: €0
[CESTO VAZIO]
subscrever NEWSLETTER
  • livros /
  • MEDUSA NO PALÁCIO DA JUSTIÇA

MEDUSA NO PALÁCIO DA JUSTIÇA

OU UMA HISTÓRIA DA VIOLAÇÃO SEXUAL

Isabel Ventura
  • €21.51
  • €23.90
VIOLAÇÃO, ESTUPRO, ATENTADO AO PUDOR, ASSÉDIO: A PRIMEIRA GRANDE INVESTIGAÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL EM PORTUGAL

PRÉMIO MARIA LAMAS 2018

Houve uma época em que a violação podia ser perdoada se o agressor casasse com a vítima, para reparar o mal feito à família (e não à mulher). Durante décadas, a lei (e a medicina) defendia que uma violação não se podia consumar se a mulher não quisesse. Até depois dos anos 1980, só se considerava violação quando havia cópula completa, ou seja, penetração vaginal com ejaculação — preferencialmente, com marcas claras de violência, para provar que a mulher «resistiu até ao fim». E há, até aos dias de hoje, acórdãos de tribunal a julgar o comportamento das vítimas e a encontrar atenuantes para o crime quando uma mulher é «experiente», «adúltera», «provocadora».

Analisando várias teorias — das sociais às biologizantes —, séculos de leis e centenas de casos judiciais, Isabel Ventura faz um retrato complexo, muitas vezes chocante, da violência sexual em Portugal. Neste livro, descrevem-se os preconceitos de género que atenuam a gravidade do crime de violação face a alguns furtos, por exemplo, e mostra-se o quanto a letra da lei — mesmo quando evolui — permanece sujeita a interpretações toldadas por um pensamento falocêntrico e conservador, compreensivo para com o agressor e desconfiado para com a vítima.

PRÉMIO APAV INVESTIGAÇÃO
  • MARÇO DE 2018   |   
  • 480 PÁGINAS   |   
  • 21x14 CM   |   
  • ISBN: 978-989-671-427-7
  • Estes livros também podem interessar-lhe: