Inicio\GRANTA PortugalTinta da China Brasil\
ENTRAR
ITENS: 0
TOTAL: €0
[CESTO VAZIO]
subscrever NEWSLETTER
AUTORES
A. M. Pires Cabral nasceu em Chacim, Macedo de Cavaleiros, em 1941. Licenciou-se em Filologia Germânica. Foi professor e animador cultural. Publicou vários volumes de crónicas e de ficção, tendo ganho o Prémio Círculo de Leitores, o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco e o Grande Prémio de Literatura DST. Como poeta, estreou-se em 1974 com «Algures a Nordeste», a que se seguiram «Solo...

ler mais
Abel Barros Baptista (Vila Nova de Gaia, 1955) é professor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem publicado diversos livros sobre as literaturas portuguesa e brasileira. Destacam-se os seus trabalhos sobre Camilo Castelo Branco e três livros sobre Machado de Assis, publicados no Brasil. Colunista da revista «Ler», foi, entre 1997 e 2008, director-adjunto...

ler mais
Adelino Gomes (1944) exerceu a actividade regular de jornalista na rádio, na televisão e em jornais, entre 1966 e 2008. Fez a cobertura do dia 25 de Abril de 1974 (Rádio Renascença); do 11 de Março e do início da invasão de Timor pela Indonésia (1975, RTP); e de episódios das guerras do Afeganistão e do Golfo (1990/1, 2001 e 2003, Público), entre numerosas outras reportagens. Foi provedor do...

ler mais
Agatha Christie nasceu a 15 de Setembro de 1890 em Torquay, Inglaterra, sendo a mais nova de três irmãos. Aprendeu a ler com apenas cinco anos e somente aos dezasseis começou a frequentar um estabelecimento formal de ensino, em Paris. Em 1914, casou­‑se com Archie Christie, aviador, com quem teve uma filha, Rosalind. Durante a Primeira Guerra Mundial trabalhou como enfermeira da Cruz...

ler mais
Alberto Manguel nasceu em 1948, em Buenos Aires, e cresceu em Telavive e na Argentina. Tem como línguas maternas o inglês, o espanhol e o alemão (que aprendeu com a ama). Aos 16 anos, trabalhava na livraria Pygmalion, em Buenos Aires, quando Jorge Luis Borges lhe pediu que lesse para ele em sua casa. Foi leitor de Borges entre 1964 e 1968. Frequentou o Colegio Nacional de Buenos Aires e, em 1968,...

ler mais
Alberto Moravia, pseudónimo de Alberto Pincherle, nasceu em Roma, em 1907, numa família próspera de classe média. Ainda criança, adoeceu com tuberculose óssea, tendo passado, ao todo, cinco anos em sanatórios e em casa, entre os 9 e os 17 anos de idade. Talvez este isolamento, que fomentou a voracidade da leitura, explique a precocidade literária do escritor. Colaborou em jornais, ainda muito...

ler mais
Alberto Pena (1970) doutorou-se em Ciências da Comunicação na Universidade Complutense de Madrid e é professor titular na Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, na qual foi decano durante seis anos. Leccionou também em programas de mestrado e de doutoramento na Universidade Autónoma de Barcelona, na Universidade de Málaga, na Universidade de Santiago de Compostela...

ler mais
Alexandra Lucas Coelho nasceu em Dezembro de 1967, em Lisboa. Estudou teatro, e comunicação na Universidade Nova. Tem carteira de jornalista desde Janeiro de 1987. Trabalhou dez anos na rádio, como repórter e editora, e entre 1998 e 2012 no jornal «Público», tendo coberto várias zonas de conflito, sobretudo no Médio Oriente e Ásia Central, incluindo uma temporada baseada em Jerusalém. Em 2010 fez...

ler mais
Alexis Bonnel começou a sua carreira nos Estados Unidos. Foi analista financeiro no Banco Mundial e, mais tarde, coordenou o departamento de Infraestruturas e Ambiente na AFD, sendo actualmente conselheiro do director de operações nesta instituição. Tem experiência de campo em todos os continentes e regiões em vias de desenvolvimento, onde coordenou programas de ajuda ao desenvolvimento em...

ler mais
Alfredo de Mesquita nasceu em Angra do Heroísmo, em 1871, e faleceu em Paris, em 1931. Foi jornalista, escritor, olisipógrafo e diplomata. Colaborou com os diários «Democracia Portuguesa», «Nacional», «Portugal», «Correio Nacional», «Jornal do Comércio», «Comércio do Porto» e «Diário de Notícias», as revistas «O Ocidente», «Branco e Negro», «Brasil-Portugal», «Serões», «Ilustração Portuguesa»,...

ler mais
Almeida Faria nasceu em 1943. Na Universidade Nova de Lisboa ensinou Estética em cursos de Filosofia. Noutros departamentos, deu cursos de Psicologia da Arte e Teoria da Literatura. Os seus livros estão traduzidos em muitas línguas e são estudados em vários países. Pelo conjunto da sua obra recebeu o Prémio Vergílio Ferreira da Universidade de Évora e o Prémio Universidade de Coimbra.

ler mais
Álvaro Garrido é professor na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do CEIS20 (Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra). O seu projecto de investigação incide na história económica e das instituições, e na história marítima contemporânea. Os temas do corporativismo, da economia social e da economia marítima são centrais no seu...

ler mais
Amartya Sen nasceu em 1933, em Santiniketan, uma cidade universitária indiana. É em Dhaka, hoje em dia capital do Bangladeche, que se situam as suas origens familiares e foi lá que passou a maior parte da infância e iniciou a sua educação formal. Depois de alternar os seus interesses entre o sânscrito, a matemática e a física, acabaria por descobrir o fascínio da economia. Sen é hoje um dos mais...

ler mais
Ambrose Bierce nasceu em Ohio, a 24 Junho de 1842. Depois da Guerra Civil Americana, em que participou do lado dos Unionistas, Bierce partiu para a Califórnia, onde se tornou jornalista. Em Inglaterra a partir de 1872, trabalhou para revistas humorísticas como a «Figaro» e a «Fun». Regressou aos Estados Unidos em 1875, iniciando um longo período de colaboração com vários jornais. Tornar-se-ia um...

ler mais
Ana Magalhães nasceu em Lisboa, em 1965. Formou‑se em Arquitectura em 1988 pela FAUTL. É mestre em Teoria de Arquitectura (2001) pela Universidade Lusíada, com uma tese intitulada «Intemporalidade, Continuidade e Presença dos Valores do Movimento Moderno – O Hotel Ritz no Contexto da Arquitectura Portuguesa do Século XX». É docente na Universidade Lusíada de Lisboa desde 1990, leccionando...

ler mais
Ana Maria Almeida Martins tem-se dedicado à investigação da vida e obra de Antero de Quental. O empenho, rigor e minúcia do seu trabalho colocam-na entre os principais especialistas anterianos. Escreveu «Fotobiografia de Antero de Quental» (INCM, 2008), «O Essencial sobre Antero de Quental» (INCM, 3.ª ed. 2001) e «Antero de Quental entre deux expositions universelles - Paris, 1867-1878» (FCG -...

ler mais
Nasceu na Ilha Terceira e foi nos Açores que desenvolveu, desde cedo, o gosto pela fotografia e pela descoberta da natureza. As fotografias que possui das ilhas açorianas têm sido obtidas, em grande parte, nos trilhos dos Açores. Licenciou-se em Psicologia e doutorou-se em Ciências da Educação na Universidade de Paris V – René Descartes-Sorbonne, com uma tese sobre a ligação da escola ao meio e...

ler mais
Anatol Lieven é professor de Estudos sobre Relações Internacionais e Terrorismo no King’s College, em Londres, e é investigador principal na New America Foundation, em Washington, DC. Dedicou a maior parte da sua carreira ao jornalismo, tendo sido correspondente em países como o Paquistão e a ex-União Soviética para diversos jornais, nomeadamente o «The Times». Após os atentados do 11 de...

ler mais
Nasceu em 1972, é filósofo (doutorado em Filosofia Contemporânea pela Universidade de Lisboa), professor da Universidade da Beira Interior (UBI), onde coordena o doutoramento em Ciência Política, e investigador do LabCom.IFP. É autor de vários livros, entre os quais «Primeiras Vontades: Da Liberdade Política para Tempos Árduos» (Documenta, 2012), e organizou, com Renato Miguel do Carmo, o livro...

ler mais
Ângela Fernandes é professora auxiliar do Departamento de Literaturas Românicas e do Programa em Teoria da Literatura da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, e investigadora integrada do Centro de Estudos Comparatistas da mesma instituição. As suas principais áreas de pesquisa incluem a Teoria da Literatura, a Literatura Comparada e os Estudos Hispânicos. É autora de «Os Efeitos da...

ler mais
Um dos mais eminentes artistas contemporâneos portugueses, Ângelo de Sousa nasceu em Lourenço Marques, Moçambique, em 1938. Viveu e trabalhou no Porto desde 1955. Fez o curso de Pintura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Frequentou a St. Martin’s School of Art e a Slade School of Fine Art, em Londres, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e do British Council. Exerceu o ensino de...

ler mais
Nasceu em Vinhais, em 1942. Coronel do Exército em situação de reforma, cumpriu comissões em Angola (1969 -1971) e em Moçambique (1973-1975). Foi professor de História na Academia Militar (1982-1985 e 1999-2005). Foi também director do Arquivo Histórico Militar e responsável pelo Arquivo da Defesa Nacional (1993- 2007). É membro da Comissão Portuguesa de História Militar e investigador do...

ler mais
Annemarie Schwarzenbach nasceu em Zurique, em 1908, numa família próspera e aristocrática. Cresceu numa propriedade rural, regularmente visitada pela elite cultural da época. Estudou História na Sorbonne. Viveu em Berlim, cidade das artes de vanguarda, e foi aqui que se envolveu com o mundo artístico da literatura, do cinema e da música. Foi também em Berlim que encontrou espaço para exprimir a...

ler mais
Antero de Quental (1842-1891), açoriano natural de Ponta Delgada, é uma das figuras marcantes de toda a cultura portuguesa e o símbolo máximo da nossa ainda hoje mais brilhante geração intelectual – a Geração de 70. Prosador brilhante, poeta genial, é ainda referência obrigatória no ensaísmo filosófico e literário, na política militante, no jornalismo ou na literatura panfletista. «Na prosa...

ler mais
Nasceu em Peso da Régua, em 1952, mas é culturalmente «tripeiro». Químico por formação, fotógrafo profissional e professor de fotografia. Realizou várias exposições individuais e participou em exposições colectivas. É autor dos blogues «Buracodeagulha» e «Escrita Fotográfica».

ler mais
Antonio Cardiello é natural de Pádua, Itália, e doutorou-se na Universidade de Lisboa com a tese «‘Vivem em nós inúmeros’: Filosofias em Fernando Pessoa» (2012). Co-dirigiu, com Jerónimo Pizarro e Patricio Ferrari, o projecto de digitalização e disponibilização online da biblioteca particular de Fernando Pessoa (entre Abril de 2008 e Outubro de 2010). É co-autor do livro «A Biblioteca de Fernando...

ler mais
António Carlos Cortez (Lisboa, 1976) é, além de poeta, crítico de poesia («Jornal de Letras», «Colóquio/Letras» e «Relâmpago») e ensaísta. É professor de Literatura Portuguesa e de Português no Colégio Moderno, em Lisboa, e investigador do CLEPUL (Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa e Lusófona da Universidade de Lisboa). É consultor do Plano Nacional de Leitura e do Clube UNESCO para a...

ler mais
Nasceu em São Paulo, em 1977. É escritor, cronista e guionista. Escreve na «Folha de São Paulo», e foi cronista na revista «Capricho» e no jornal «O Estado de S. Paulo». É também autor de guiões para a Rede Globo. Publicou vários livros de contos e crónicas, entre os quais «O inferno atrás da pia» (2004) e «Nu, de botas» (2013). Em 2012, foi incluído na edição brasileira da revista Granta como um...

ler mais
António Reis nasceu em 1927, em Valadares, Vila Nova de Gaia. Fez estudos secundários no Porto e trabalhou como empregado de escritório, colaborando também na imprensa. Publicou alguns livros de poesia, mas eliminou-os quase todos da sua bibliografia, com excepção de Poemas Quotidianos (1957) e Novos Poemas Quotidianos (1960), editados sob a égide da revista Notícias do Bloqueio. Em 1967, um...

ler mais
António Sampaio da Nóvoa nasceu em Valença, a 12 de Dezembro de 1954. De 1977 a 1979, deu aulas no Magistério Primário de Aveiro. Em 1979, depois de diplomado em Ciências da Educação pela Universidade de Genebra, é convidado para prosseguir estudos de doutoramento, ao mesmo tempo que dá aulas. Em 1985, Sampaio da Nóvoa volta para Lisboa e é professor convidado do Instituto Superior de Educação...

ler mais
Nasceu em Luanda, em 1973. É jornalista e antropólogo e colabora frequentemente em vários órgãos da imprensa angolana, como o «Jornal de Angola» e o «Angolense». Começou a sua carreira de jornalista na Rádio Nacional de Angola, em 1991, e na Agência Angola Press, em 1992. Mais tarde, a residir em Lisboa, escreveu para vários periódicos, entre os quais o jornal «Público», onde assinou recensões...

ler mais
António Ventura nasceu em Portalegre, em 1953. É professor catedrático de nomeação definitiva no Departamento de História da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e dirige o Centro de História da mesma instituição. É Académico de Número da Academia Portuguesa de História. Colabora com numerosas publicações periódicas e tem mais de 250 obras editadas.

ler mais
Aude Lancelin nasceu em 1973 e é, desde 1996, professora de Filosofia na Sorbonne. Em 2000, integrou o semanário «Nouvel Observateur», cobrindo os temas da cultura, em especial a crítica literária e a filosofia, tendo realizado entrevistas com filósofos contemporâneos de renome, nomeadamente Alain Badiou, Peter Sloterdijk e Slavoj Zizek.

ler mais