Inicio\GRANTA PortugalTinta da China Brasil\
ENTRAR
ITENS: 0
TOTAL: €0
[CESTO VAZIO]
subscrever NEWSLETTER
AUTOR

Denis Diderot

Denis Diderot nasceu a 5 de Outubro de 1713, em Langres, no norte de França.
Em 1732 concluiu os seus estudos na Universidade de Paris. Pouco se sabe da sua vida entre os anos de 1734 e 1744: desistiu de entrar para o mundo do teatro e, para sobreviver, decidiu ser professor; a certa altura sentiu-se seduzido pela carreira eclesiástica, mas a verdade é que enveredou por uma vida boémia e desregrada. Em 1743 casou-se com Antoinette Champion em segredo, por causa da desaprovação do pai desta. Tiveram três filhos, mas apenas um sobreviveu. Em 1755 conheceu Sophie Volland, com quem manteve um relacionamento intenso durante mais de 20 anos.
Em 1745, o editor André Le Breton desafiou Diderot a dar seguimento ao projecto de traduzir para francês a «Cyclopaedia, or Universal Dictionary of Arts and Sciences», de Ephraim Chambers. Diderot aceitou o desafio e trabalhou em parceria com Jean Le Rond d’Alembert. Rapidamente o projecto da tradução foi expandido e Diderot transformou-o numa obra em que pretendia expor os princípios essenciais e o âmbito de aplicação de todas as artes e ciências, fazendo-se rodear por uma imensa equipa de homens das letras, das ciências e da religião. O resultado foi a publicação dos 27 volumes da «Encyclopédie, ou dictionnaire raisonné des sciences, des arts et des métiers». De entre a vasta produção literária e ensaística de Denis Diderot destacam-se «Pensées philosophiques» (1746), «Le fils naturel» (1757), «Le père de famille» (1758), «La religieuse» (1760), «Le neveu de Rameau» (1761-74) e «Paradoxe sur le comédien» (1773).
«Jacques, o Fatalista, e o seu amo» foi escrito em 1773 e publicado postumamente em 1796.
Denis Diderot morreu a 31 de Julho de 1784, em Paris.
Livros deste autor
Livros deste autor: